Veja Brasília Comer & Beber 2011/2012 – Premiação

Dia 26/05 foi a festa de premiação da Veja Brasília Comer & Beber e o Devorando esteve lá. Fui convidada pela Veja, para fazer parte do juri na categoria comidinhas.

A festa foi ótima! o buffet, Renata La Porta, claro excelente. Garçons simpáticos e muito prestativos. Comida (camarão, camarão, camarão) vontade e bebida também. Foi uma noite muito agradável. Parabéns Veja e vencedores. Obrigada pelo convite!

 

Comidinhas

Bares

Restaurantes

Fonte: Veja Brasília Comer & Beber

Babel

 

Fomos convidados para o jantar de reabertura do Babel. Desde 2003 estava sob o comando do chef William Chen Yen e a partir de março passou para o Chef Brasiliense Diego Koppe. O restaurante foi totalmente reformado. Do cardápio cozinha. E estivemos lá para conferir!

Assim que chegamos fomos recebidos pelo simpático e muito atencioso, Juan, o assessor de imprensa do Chef. Ficamos numa mesa em frente a porta, o que nos deu visão geral da casa. Muito bonita por sinal. Um lugar bem elegante, intimista e super aconchegante.

foto: Guilherme Teixeira

Fomos recepcionados com uma taça de espumante, um Pericó Brut Branco, Santa Catarina-Brasil. Logo veio o Couvert, em dias normais de funcionamento é por conta da casa, assim com uma jarra d’água. Uma delicadeza com o cliente.

O couvert estava delicioso, apesar de achar que a manteiga de ervas poderia ter mais sabor.

Logo depois veio o primeiro Amuse-Bouche, algo para “entreter” a boca, preparando o paladar para o próximo prato. Uma lula com aspargos ao molho branco com vinho. Delicious!!!! A lula estava perfeita, super macia.

Amuse-Bouche: Lula com aspargos

O paladar ficou de fato preparado para o prato seguinte, o carpaccio Babel, um carpaccio de camarões e polvo. Foi harmonizado com o vinho branco chileno La Joya Gewürztraminer, 2009. Neste prato entrou a cozinha molecular. Os camarões e polvo unidos como se fossem uma carne só, graças Transglutaminase que tem o poder de juntar e não mais descolar carnes mesmo depois de congeladas e/ou cozidas. Por cima um molho maravilhoso de camarões rosa e finalizado com tiras de gelatina de Martini feitas com agar-agar. Ousado e incrível.

Carpaccio Babel

Após a entrada novamente um Amuse-Bouche. Desta vez um creme de abóbora com um toque de balsâmico. Super suave, cremoso e muito bom! Deu vontade de repetir!

Creme de abóbora

Então, chegou a hora do principal: o Double Cotte. Um medalhão de filet mignon envolto em pancetta servido ao molho de vinho tinto, batatas assadas aromatizadas com alecrim e por cima flor de sal e ovo poché. O medalhão estava divino e o ponto estava perfeito. A batata estaria mais gostosa se tivesse mais manteiga e sal. O prato foi harmonizado com o tinto Valpolicella Classico Superiore DOC, 2006.

Double Cotte

Bem, como a Stella não gosta de carne conversamos com o Juan que prontamente conduziu o Chef nossa mesa. O Chef deu várias sugestões. Ponto para eles! E no lugar do filet mignon veio um Atum ao molho de laranjas bem intrigante.

Após as surpresas e mimos chegou a hora da sobremesa, ops! mas antes o Amuse Bouche da sobremesa. Um creme azedo com redução de vinho tinto e raspas de laranja. Hummmm muito muito bom!

 

Redução de vinho e creme azedo

A sobremesa foi feita ao vivo e é assim que o Chef continuará fazendo. Uma forma de estar perto do cliente. Koppe Nitro, Uvas congeladas no nitrogênio servidas ao creme de vinho branco. Bem diferente e maravilhosa. Amamos uvas geladas!!!

A sobremesa foi harmonizada com o estupendo vinho Húngaro Tokaji Aszú Puttonyos, 2000.

Após a sobremesa ainda ganhamos uma trufa de comer de joelhos. Eu que não sou muito fã do doce, amei!

 

Trufa

Pedimos o café para encerrar e veio outra surpresa. Não é uma graça? Amei todo o cuidado e atenção que o Chef teve em preparar tudo… Espero que continue assim! Os clientes amam ser mimados e o Babel está aí para isso!

 

Café e petit four

O restaurante também faz porções reduzidas e não cobra rolha! Claro, desde que não tenha o vinho em sua carta. Tem opções para celíacos, diabéticos e vegetariano. O cardápio é bem honesto e diversificado. Vale a pena conferir!

Os Amuse-Bouches sempre serão servidos antes dos pratos pedidos. O Chef estará sempre pelo salão, a interação com o cliente será grande. O restaurante ficou lindo e o Chef é muito talentoso. Agradecemos o convite, foi uma noite maravilhosa. Gostamos muito e pretendemos voltar!

Onde fica?

Babel
CLS 215 bloco A loja 37
Telefone: (61) 3345-6042

Já foi? O que achou?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.3/10 (9 votes cast)

Dudu Camargo Bar Restaurante

Voltei.

Eu não escrevia aqui há inacreditáveis 30 dias. Nada pessoal, o jejum foi de wordpress, de internet, de mim mesma – por motivos acadêmicos para lá de aceitáveis. Só não é aceitável dar o braço a torcer e desistir do desafio que impus a mim mesma: devorar um restaurante de cada quadra de Brasília, de Asa a Asa. Não era esse o plano? Claro, agora ficou mais complicado, pois, com meu sumiço, nossa meta semanal de restaurantes a devorar multiplicou. Tudo bem, eu encaro. Estou faminta. Estava com saudades.

[Ana, MUITO obrigada por cuidar da casa na minha ausência!]

Hoje fomos ao Dudu Carmargo Bar e Restaurante, aquele da enquete do primeiro post do blog (já que o Couvert não conta, era só manual de instruções), e foi como nos velhos tempos. Em meio a pedidos variados, fotos embaraçosas, olhar clínico e paladar afiadíssimo, tivemos um ótimo jantar, com companhia igualmente ótima. Com a Ana, o Márcio, a Adriana e o Guilherme, seguimos para a 303 sul, munidos de câmeras e motivações secretas.

Segundo o Victor, o Dudu Camargo, que não conheço e nunca vi, parece ter especialização em tudo, por mais contraditório que isso possa parecer. E o carnaval gastronômico tem agradado, já que os restaurantes estão sempre cheios.

O Bar Restaurante foi novidade, nunca tinha pisado lá. A primeira impressão foi de restaurante-descolado-legalzinho. E a segunda também.

Dividido em dois ambientes, cujas diferenças são basicamente a decoração, a trilha sonora e a temperatura (que frio faz lá fora!), parece atrair um público variado. Nas mesas ao lado, havia casais, grupos de amigos e uma família com criança – bem menos sisudo do que eu supunha. Nós optamos por uma das mesas internas e eu pude reparar como as conversas eram contidas e, ao mesmo tempo, animadas. Para mim, pareceu perfeito, já que sempre fico com a impressão de que o clima em restaurantes muito silenciosos é tenso e desconfortável.

Chegamos e a mesa estava posta, com taças bonitas e guardanapos cuidadosamente dobrados.

O cardápio chegou em seguida, gigante e recheado. Tinha várias boas opções de pratos, cujos nomes eram suas próprias descrições – simples e objetivo. Uma vez concentrados, escolhemos fácil.

Nosso pedido

Pedimos couvert, duas opções de frango, duas de carne e uma de cordeiro. Para sobremesa, sopa de chocolate (ok, sopa não é um bom nome para sobremesa) e pudim de leite.

Tempo de espera: esquecemos de contar, mas curto o bastante para não nos darmos conta da demora.

Todas as apresentações estavam ótimas!

O couvert, tão generoso quanto seu preço, estava bom. As cinco ou seis opções de pão foram devoradas com azeite, manteiga e pastas de tomate seco, coalhada, quatro queijos, berinjela e camponata (é isso, Ana?) de legumes.

Meu prato era um filé de frango frito na manteiga com ervas, vinho branco e creme de leite fresco, com nhoque de batata-baroa. Estava muito bom! E, apesar de o frango estar delicioso, destaque para o nhoque de batata-baroa – nada inédito, mas feito com perfeição.

O Victor pediu um filé de frango grelhado, com molho de laranja e arroz oriental, que foi substituído, sem queixas ou lamúrias do garçom, por banana milanesa (ponto para eles!). E o que ouvi dizer é que o frango estava fantástico.

A Ana Paula escolheu um medalhão com molho três mostardas, com arroz cremoso de framboesa. Eu só sequestrei umas duas ou três garfadas do arroz, que me pareceu exótico e gostoso. Eu teria adorado, não fossem as sementes petulantes da framboesa, que se enfiaram entre os meus dentes na primeira mastigada. #fail

A Adriana também pediu medalhão, só que reduzido no vinho tinto e na goiabada cascão, acompanhado de riso al salto de queijo coalho. Desse, só experimentei a rapinha da goiabada, que estava com um gostinho excelente de vinho tinto. Acho que o prato agradou.

foto de divulgação x prato real


E o Márcio e o Guilherme escolheram a opção do Brasil Sabor, paleta de cordeiro desossada ao molho pomar e tangerina, acompanhado de arroz com cogumelos frescos. Dadas as circunstâncias, carne e fungo, passei longe. E, de longe, não ouvi nenhum comentário, efusivo ou depreciativo.

O suco de manga e o vinho Argento (Malbec de Mendoza), pelo que disseram, estavam bons e o atendimento foi rápido e cordial.

E as sobremesas estavam lindas. Quanto ao sabor, não sei direito, experimentei pouco, pois já estava mais que satisfeita (leia-se: tinha comido demais).


Se eu gostei? Oh, yeah! Apesar de nenhuma das minhas frases ter sido “foi o melhor… que eu já comi”, voltaria lá, só para me certificar de que o “melhor” não estava escondido entre as outras opções do cardápio.

Nossa conta

R$452,32
(R$75,38 por pessoa)

Onde fica?

Dudu Camargo Bar e Restaurante
SCLS 303 Bloco A Loja 3
(61) 3323-8082
segunda a quinta das 12 s 15h e das 18 0h
sextas e sábados das 12 1h
domingos das 12 s 17h
120 lugares

Já foi lá? O que achou?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.8/10 (5 votes cast)

Veja Brasília – Comer & Beber 2011/2012

A revista VEJA BRASÍLIA Comer & Beber chega s bancas na segunda quinzena de maio e premia com uma grande festa os destaques da gastronomia local.

No próximo dia 26 de maio será lançada a edição 2011/2012 do especial VEJA BRASÍLIA Comer & Beber, o mais completo e qualificado roteiro de gastronomia da região.

Cerca de 800 convidados (entre eles os representantes dos estabelecimentos indicados, empresários, publicitários e personalidades locais, além da equipe de VEJA) vão participar do evento de lançamento, no CENTRO DE EVENTOS E CONVENÇÕES BRASIL 21.

Na ocasião, serão entregues os prêmios aos melhores de cada categoria apresentada no guia: Restaurantes, Bares e Comidinhas, em 30 especialidades diferentes. O evento, que tem o patrocínio da BOHEMIA e do BANCO DO BRASIL, apoio nacional da TRAMONTINA e do CAFÉ 3 CORAÇÕES e apoio regional da NEXTEL e IGUATEMI BRASÍLIA integra-se ao calendário turístico da cidade, com uma premiação esperada pela região, que é um dos principais pólos gastronômicos do país.

VEJA BRASÍLIA Comer & Beber elege os melhores restaurantes, os bares mais badalados e as mais deliciosas opções de comidinhas.

A edição 2011/2012 reúne uma seleção de cerca de 500 endereços. Uma equipe de jornalistas percorre a cidade, fazendo um levantamento detalhado dos estabelecimentos.

Simultaneamente, as casas de maior destaque são apontadas por um júri de especialistas formado por trinta personalidades – gourmets, empresários e profissionais liberais, além de pessoas ligadas cultura e sociedade brasiliense, todos apreciadores da boa mesa e com capacidade para desempenhar a tarefa solicitada por VEJA.

Trata-se, portanto, de uma revista feita por quem conhece Brasília e sabe indicar o que há de melhor na cidade.

As especialidades que fazem parte da premiação 2011/2012 do especial VEJA BRASÍLIA Comer & Beber são:

Restaurantes: Brasileiro, Carne, Cozinha contemporânea, Francês, Italiano, Japonês, Natural, Peixes e frutos do mar, Pizzaria, Variado, Carta de vinhos, Restaurante Revelação e Chef do Ano.

Bares: Boteco, Carta de drinques, Cozinha, Música ao Vivo, Para ir a dois, Para Paquerar e Bar Revelação.

Comidinhas: Café, Creperia, Doceria, Empório Gourmet, Frozen yogurt, Padaria, Salgado, Sanduíche, Sorvete e Suco.

Fonte:Tríplice Comunicação

Filé à parmegiana

Essa é uma receita simples, porém muito especial e sempre faço para os encontros em família. Pode ser feita tanto com filé mignon ou filé de frango. Mas sempre faça com molho de tomates naturais. Fica muito mais gostoso!

Filé à parmegiana

Ingredientes

Para o filé

600gr de filé mignon cortado em bifes
3 dentes de alho
Sal
Pimenta do reino
150gr de farinha de trigo
150gr de farinha de rosca
2 ovos
Óleo de soja para fritar

Para o molho de tomates

1,5kg de tomates sem pele cortado em cubos
4 dentes de alho
1 cebola picada
Manjericão
Orégano
Tomilho
Azeite
Sal
Pimenta
Água ou caldo de legumes

200gr de queijo muçarela ralada

Modo de preparo

Tempere os filés com o alho, sal e pimenta a gosto. Passe-os na farinha de trigo, em seguida nos 2 ovos batidos e temperados com sal e pimenta e depois na farinha de rosca. Frite-os em óleo quente até dourar. Reserve.

Em uma panela coloque a cebola picada e o alho para dourar. Acrescente os tomates picados, pimenta, sal e as ervas. Deixe ferver um pouco e acrescente água ou caldo de legumes até cobrir os tomates. Deixe ferver por 30 minutos mexendo de vez em quando.

 

Em uma travessa coloque os filés fritos,� por cima coloque o molho de tomate e o queijo ralado.

Leve para gratinar em forno 180ºc por cerca de 20 min.

Quadra sorteada: 303 sul

O restaurante escolhido desta vez para devorar foi o Dudu Camargo Bar Restaurante. Não haverá enquete pois seu único concorrente é o Baco Delivery então em breve voltaremos para contar como foi!

Dudu Carmargo Bar Restaurante

Cozinha contemporânea
chef Dudu Camargo

ver cardápio
website

Festival de Gastronomia Colombiana no El Paso Latino

Neste fim de semana

De 20 a 22 de maio – R$37,90, por pessoa

O chef David Lechtig, frente dos restaurantes El Paso Texas e El Paso Latino, acaba de retornar da Colômbia. Uma viagem gastronômica riquíssima, a um dos mais importantes países da América Latina. No roteiro, Bogotá, Cartagena e San Andres.

 

Foto: Monique René

Na bagagem, trouxe lembranças do sabores incríveis que provou por lá, várias receitas e uma ideia: realizar a segunda edição do Festival de Gastronomia Colombiana, no El Paso Latino, restaurante criado para mostrar um pouco da culinária da latinoamérica.

O melhor da gastronomia típica colombiana será apresentada no El Paso Latino, de 20 a 22 de maio, durante o almoço. Os apreciadores da boa mesa poderão degustar um buffet com uma rica mostra da culinária típica do nosso país vizinho, com variedade de pratos de diversas províncias da Colômbia.

 

Foto: Monique René

A culinária colombiana tem como forte característica a utilização de ingrediente “in natura” e elementos que têm origem nos primórdios da civilização, como as folhas de bananeira muito utilizadas na cozinha tradicional, a exemplo dos “tamales”.

No Festival de Gastronomia Colombiana do El Paso Latino – casa que tradicionalmente promove festivais para valorizar e divulgar a culinária da América Latina – estarão no menu pratos como Arepas (popular tortilla de milho branco); Ajiaco (sopa cremosa típica da capital Bogotá, o prato mais representativo da culinária da Colômbia); Sobrebarriga al horno (matambre temperado na cerveja e ervas, assado ao forno), Viudo de Pescado (peixe ao estilo do Caribe Colombiano) e Pierna Campesina (pernil de porco típico da mesa de regiões cafeicultoras da Colômbia)

 

Foto: Monique René

Para adoçar, Arroz con leche (doce de arroz cozido no leite, com canela e uvas passas), Buñuelos (bolinhos de farinha de trigo com queijo), que podem ser servidos quentes ou frios, Torta de Maduro (banana da terra, com queijo frescal, açúcar e canela) e Brazo de Reina (rocambole de café, recheado com doce de leite e coberto com creme de café).

Buffet da Colômbia

Arepas – tortillas de milho branco assadas

Arepas Rellenas – tortillas de milho branco assadas recheadas com frango ou queijo mina.

Carimañolas – bolinhos de mandioca recheadas com queijo frescal e porco.

Ceviche costeño – ceviche mixto (camarão, peixe branco e lula) marinado em limão e tangerina com leite de côco.

Patacones – bananas da terra verdes amassadas servidas crocantes.

Sobrebarriga al horno – Matambre temperado na cerveja e ervas, assado ao forno.

Viudo de Pescado – Robalo cozido ao vapor no molho de tomate e leite de coco, com batatas, mandioca e banana da terra.

Lomo en Maní – Filé mignon em crosta de pimenta do reino ao molho de amendoim e creme de leite.

Pollo Cartagenero – frango com molho de côco e pimenta.

Empanadas Colombianas – espécie de pastel crocante de milho branco, recheado com frango ou carne e batatas servido com molho de pimenta.

Ajiaco bogotano– sopa cremosa de batatas e frango, temperada com guasca (erva típica colombiana) e milho em pedaços.

Papas Chorreadas – Batatas cozidas com casca cobertas por molho de tomate temperado.

Pierna Campesina – Pernil de porco assado, marinado em vinho e uísque.

Arroz de Coco – Arroz temperado com leite de côco e côco queimado.

Arroz Negro – Arroz temperado com café e uvas passas.

Arroz con camarones – risoto de camarão a moda colombiana.

Postres (sobremesa)

Arroz con leche – doce de arroz cozido no leite, com canela e uvas passas

Buñuelos (bolinhos de farinha de trigo com queijo) que podem ser servidos quentes ou frios.

Torta de Maduro – (banana da terra, com queijo frescal, açúcar e canela)

Brazo de Reina – Rocambole de café, recheado com doce de leite e coberto com creme de café

Cuajara con panela – Queijo coalho derretido com mel de rapadura

 

Onde Fica?

SCLS 404 Bloco C Loja 23 – Asa Sul
Tel. (61) 3323-4618

 

Festival Brasil Sabor – Aula – Chef Diego Koppe

Sabores Inusitados

Diego koppe

Formado em Administração, Diego também fez curso de culinária no instituto italiano ICIF. Trabalha com culinária desde os 13 anos e recentemente comprou o restaurante BABEL, onde irá chefiar a cozinha.

Os sabores:

*Risoto Scampi con Liquiriza (que pode ser feito de Lagostin ou Camarão Rosa)

*Uvas congeladas (mergulhadas no nitrogênio líquido com espuma de cerveja)

A Kaza Chique é apoiadora do Festival Sabor Brasil Brasília e recebe em sua escola chefs convidados da Abrasel-DF durante a programação paralela. Incluso: apostila, jantar, certificado de participação e harmonização de vinhos com o sommelier Marcos Rachelle!

Horário: 19:30h s 21:30h

Local: Kaza Chique: SCLN 102 Bl D

Fonte: Kazachique.com

As Maravilhas de Alice (ao vivo)

Festival Brasil Sabor – onde comer – R$43,00

Bar Brahma Brasília

Azul Marinho do cerrado

Feito na panela de ferro, pescada branca, tomates, cebola, azeite, banana, pequi. Servido com pirão e arroz. Receita vinda de um Quilombo próximo a Parati-RJ e adaptada ao paladar do Centro Oeste. Serve 2 pessoas.

SCLS 201 Bloco C – Asa Sul
Telefone: (61) 3224-9313
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Sáb: 12h até o último cliente | Dom: 12h s 17h

 

Bar do Mercado

Brandade de Bacalhau

Bacalhau desfiado com base de purê de batatas e espinafre ao molho bechamel, levado ao forno e gratinado com parmesão ralado, acompanhado de arroz de amêndoas laminadas.

SHCS 509 Bloco “C” Lojas 29/31 – Asa Sul
Telefone: (61) 3244-7999
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Sáb: 11h até o ultimo cliente | Dom 11h s 17h

 

Barcelona

Costela Barcelona

Costela assada a vácuo em 23 horas ao molho de vinho tempranilo acompanhado com musseline de cará. Serve 1 pessoa.

SCLS 206 bloco A loja 06 – Asa Sul
Telefone: (61) 3242-1141
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Qua: 18h a 0h | Qui a Sab: 18h a 01h

 

Belini Pães e Gastronomia

Rocambole de filé de cherne recheado com mexilhões e pancetta italiana

Cozido baixa temperatura, o prato é acompanhado com sururu de frutos do mar e tomate italiano recheado com risoto de cevada e legumes da estação: berinjela, abobrinha, pimentões vermelhos e amarelos. Serve 1 pessoa.

 

SCLS 113 Bloco D Loja 36 – Asa Sul
Telefone: (61) 3345-0777
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Sáb: 08h s 22h | Dom: 08h s 16h

Bier Haus

Espetada de robalo e camarão

Espetada de robalo em cubos alternado com camarão e pimentão regados ao molho de manteiga derretida, massa de alho e malagueta servido de batata sautê e empada com recheio de atum e tomate seco. Serve 1 pessoa.

SCLS 402 Bloco A Loja 09 – Asa Sul
Telefone: (61) 3224-3535
Brasília – Plano Piloto – DF

 

BSB Grill

T-Bone

Corte de origem EUA, localiza-se na parte central lombar do boi. Cortado na transversal deixando o osso da vértebra aparente e acentuando a parte central do filet mignon. Serve 1 pessoa.

SHCN Quadra 304, bloco B, loja 19 – Asa Norte
Telefone: (61) 3346-0036
Brasília – Plano Piloto – DF
Ter a Sab: 12h as 0h | Dom: 12h s 17h

 

Carpe Diem

Frigideira de camarão da base maranhense

Fritada feita com ovos mexidos e camarão, servida com farofa de farinha d´água, salada de tomate e cebola com vinagrete de pimenta de cheiro e arroz branco. Serve 2 pessoas.

Asa sul

SCLS 104 bloco D Loja 01 – Asa Sul
Telefone: Telefone: (61) 3325-5301
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Sáb: 12h 01h / Dom: 12h s 23h

Brasília Shopping

BRASILIA SHOPPING – Loja 92L E 4N Térreo – Asa Norte
Telefone: (61) 3327-2149
Brasília – Plano Piloto – DF
Jantar

 

Dudu Camargo Bar Restaurante

Paleta de cordeiro ao molho de pomar e tangerina

Paleta de cordeiro desossada ao molho do pomar acompanhado de arroz com cogumelos frescos. Serve 1 pessoa.


CLS Quadra 303 Bloco A Loja 03 – Asa Sul
Telefone: (61) 3323-8082
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Qui: 12h s 15h / 18h a 0h | Sex e Sáb: 12h 01h | Dom: 12h s 17h

 

Expand Bistrõ

Salmão Selado com aspargos frescos ao molho de mel e mostarda.

Salmão com aspargos frescos ao molho de mel e mostarda. Serve 1 pessoa.

SCLS 403 Bloco D Loja 34 – Asa Sul
Telefone: (61) 3226-6800
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Sab: 19h a 0h

 

La Bonne Fondue

Fettuccine la Bonne

Um saboroso fettucine ao molho de camarão com anéis de lula harmonizado com tomate seco. Serve 1 pessoa.

SCES Trecho 02 Conjunto 12 Loja 04 Setor D – Setor de Clubes Sul
Telefone: (61) 3223-0005
Brasília – Plano Piloto – DF
Ter a Dom: 19 a 0h

 

Le Jardin du Golf

File de peixe de Harumaki

Filet de peixe com escamas de abobrinha e crosta de Harumaki e redução balsâmica. Serve 1 pessoa.

Clube de Golf de Brasilia – SCES Quadra 02 Conjunto 02 – Asa Sul
Telefone: (61) 3321-2040
Brasília – Plano Piloto – DF
Ter a Qui: 12h s 17h / 19 a 0h | Sex e Sáb: 12h s 17h / 19h a 01h | Dom: 12h s 17h

 

Norton Grill

Tibornada de bacalhau lusitana

Bacalhau desfiado em harmonia com linguiça de cordeiro ao perfume de laranja e amêndoas sob casquinha crocante folhada. Acompanhado de legumes grelhados e arroz cremoso ao alho e óleo. Serve 1 pessoa.

 

SHS Quadra 06 Conjunto A Bloco D Loja 200 2º Pavimento – Asa Sul
Telefone: (61) 3218-5550
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Dom: 12h s 15h / 19h a 0h

Zuu. A.Z. d.Z.

Pato com grana padano

Confit de pato com risone cremoso de grana padano e melaço de cana. Serve 1 pessoa.

SHCS Quadra 210 BL C Loja 38 – Asa Sul
Telefone: (61) 3244-1039
Brasília – Plano Piloto – DF
Seg a Qui: 12h s 15h / 19h a 0h | Sex a Sab: 12h s 15h / 19h 01h

 

© Devorando Brasília 2011 | por Stella Alves e Ana Paula Passos