Quadra sorteada: 107 norte

A escolhida foi a 107 norte, o que nos dá apenas duas opções:

Beirute

Bar e música ao vivo
bloco D

Nathely Pizza

Pizzaria
bloco D

Em qual restaurante da 107 norte nós vamos?

  • Beirute (52%, 14 Votes)
  • Nathely Pizza (48%, 13 Votes)

Total Voters: 27

Carregando ... Carregando ...

  • Twitter
  • Facebook
  • RSS
  • email
  • PDF
  • Print

Textos relacionados

19 comments to Quadra sorteada: 107 norte

  • devorandobsbNo Gravatar

    Agora sim nossa enquete está funcionando. Vote e decida nosso próximo destino: http://www.devorandobrasilia.com/quadra-
    via Twitoaster

  • AndréNo Gravatar

    Olá. Não posso dizer que seja um assiduo seguidor de seu blog e consequentemente de seus comentários sobre restaurantes e gastronomia, considero comentários ó por comentar algo bastante melindroso. Não levei tanto em consideração seus comentários sobre o Zuu (aliás voces foram no 0800, correto!?),o Universal, O Tio Gu, e as demais casas “visitadas”. Nã sei porque escolheu os restaurantes do Plano, poderia te sido de Taguatinga, mas tudo bem, afinal creio que voce não more por aqui (estou certo ou errado?). Em sua última proposta voce cita como alternativas a Nathely e o Beirute. Bem até a Nathely eu não estava nem aí, mas Beirute acho mesmo que voce está querendo entrar numa seara que não te pertence. Já percebi que seus comentários são, na maioria das vezes comprometedores e seus, porém há aquele desejo morbido de ser a chefe de cosinha do Hells Kitchen, que deseja tudo perfeito, ha tempo, e essas loucuras de quem quer aparecer. Vá na Nathely, voce ficará com mais fãs. Seus comentários tendenciosos em relação a alguns lugares são dispensáveis. Aliás voce tem tanto tempo disponíve pra gastar atoa, porque não parte para um projeto que realmente faça peso e seja útil para muitos. Voce poderia ficar concentrada em seu eterno noivado baseado em seu outro blog, batendo papo o dia inteiro no seu micro-chat com seus pares que seria melhor para todos, agora se meter nessa cruzada, onde voce empunha o “seu” estandarte (veja é “seu” estandarte que voce quer enfiar goela abaixo dos navegadores do mundo livre da internet, se bem que há muito lixo na internet), para conquistar espaços que não te pertencem. Deixe os comentários para quem realmente entende do assunto. Voce nem começou e já esta ficando antipática. Pense bem!!!!

    • Stella AlvesNo Gravatar

      Adoro Taguatinga, mas escolhi os restaurantes do plano porque o desafio (chamado “De Asa a Asa”) é conhecer pelo menos um restaurante de cada uma das 122 quadras de Brasília (100, 200, 300 e 400 norte e sul). Para quê? Para experimentar restaurantes novos, já que tínhamos a mania de ir sempre aos mesmos lugares.

      O blog funciona assim: toda terça nós sorteamos uma quadra e seus restaurante são votados (é algo aleatório, não escolhemos nosso destino). No fim de semana, jantamos e pagamos a conta. Na segunda, contamos como foi.

      Eu não entendo nada de gastronomia, não sei nem fritar um ovo. Por isso, tenho o cuidado de apenas escrever se gostei ou não (do sabor e do atendimento), sem adicionar avaliações detalhadas sobre escolha de insumos ou preparo.

      Exatamente para que minha opinião não seja aceita como verdade absoluta, adiciono em cada post um ranking (de 0 a 10 estrelas) para que os leitores possam fazer suas próprias avaliações. E os estabelecimentos melhor votados ficam do lado direito do blog, vista de todos, independente de serem meus preferidos ou não (são os preferidos dos leitores que passam por aqui).

      Então, para concluir, minha intenção não é fazer sucesso, ganhar dinheiro ou formar opiniões. É apenas me divertir, brincando de blog (que é o que eu gosto de fazer) e conhecendo lugares e pessoas bacanas.

  • AndréNo Gravatar

    ó=só; cosinha=cozinha; disponive=disponível. Obrigado

  • Letícia(Prima)No Gravatar

    Nathely! Nathely! Nathely! uruuu

  • kátiaNo Gravatar

    Nathely!!
    ^^

    E André….desculpa, mas a Stella, desde o princípio, deixou bem claro quais são as propostas do blog!!
    Se você se incomoda com as opiniões dela, sinto muito!!
    Ela tem todo o direito de fazê-lo!
    Se não gostou, você está fazendo o que aqui??

  • VictorNo Gravatar

    Será que ninguém nessa cidade sabe aceitar críticas?

    Então agora é preciso diploma para se gostar ou não de algo e dar sua opinião? Pois bem, se é assim, sugiro que sejam colocados avisos nas portas, que aí, quem sabe, só os “graduados” vão frequentar e o establecimento fica logo s moscas.

    Dica para todos os profissionais que lidam com o público em geral: é exatamente a opinião das “pessoas comuns” que importa. Aprendam a lidar com isso.

  • Ana PaulaNo Gravatar

    Bem, Como o colega André ai de cima disse, a internet é um mundo livre… Logo, quando uma ou, como no caso do nosso blog, duas pessoas resolvem expor suas experiências através da rede mundial, espera-se todo o tipo de comentário. Muitas vezes comentários elogiando a iniciativa, alguns não gostando e poucos (que bom!) preconceituosos. Não vou nem falar aqui sobre o que o leitor André acha das opiniões da Stella, afinal é a opinião dele. Mas de fato não posso deixar passar o fato que este cita: “Nã sei porque escolheu os restaurantes do Plano, poderia te sido de Taguatinga” – Por quê? Será que, como na opinião do André, os nossos comentários são tão medíocres que os restaurantes do plano não merecem? Será que é porque Taguatinga não tem lugares de “nível” como no plano?
    Nem todos conseguem aceitar críticas, nem tudo é perfeito, mas o inteligente lê a crítica, assimila o que é bom, tenta melhorar o que está ruim e de fato elimina o que não condiz com a verdade ;)
    Pense nisso!

  • AndréNo Gravatar

    Quanto a Taguatinga, nada contra, muito ao contrário. É uma cidade excelente para se viver, divertir, etc. Tem vida própria. Foi só um exemplo. Poderia ter sido qualquer outra. Agora Katia, da mesma forma que lemos comentários podemos fazê-los. Isso é uma via de mão dupla. O difícil é aguentar comentários que são tendenciosos. Voces teriam a mesma disposição e disponibilidade de ir a um buteco da periferia. Acho difícil, pois lá, apesar de ter coisinhas deliciosas, não se enquadraria em seu padrão de avaliação no estilo chefe cinco estrelas. A medida que sua pesquisa avança se torna perigosa nos comentários, que despertam atenção pelo “porque este tipo de comentário para A ou B?”. Veja, não é porque a internet é uma zona livre (!!??) que devemos acreditar que podemos falar aquilo que dá na telha. E acredito que estar passando por aqui e deixando minhas considerações sobre as críticas é salutar, ou o negócio é mesmo criticar e não aceitar ser criticado?
    Bem Victor, não sou graduado e condeno muito este excesso de especificidade no trato das coisas. Só acho que estebelecimentos como o Beirute, que está na sua mira de possível visita encontra-se num patamar bem diferente de outros estabelecimentos. Possui píblico cativo dos mais diversos segmentos. Bem e usando sua palavras: “Será que ninguém nessa cidade sabe aceitar críticas?”, devo interpretar que minhas considerações sobres suas criticas não são as primeiras a serem feitas.

  • VictorNo Gravatar

    André, para você entender bem claramente: sim, teríamos.

    Já fomos ao Beirute – este mesmo que você diz “não nos pertencer” – e (olha só que curioso!) nem era parte do desafio. Como já fomos, independentemente de qualquer blog, a lugares muito melhores e muito piores (em todos os sentidos) do que os que já apareceram por aqui.

    O desafio proposto foi experimentar os restaurantes nas asas Sul e Norte. Poderia ser (quem sabe não será um dia?) visitar os botecos mais escondidos ou ou restaurantes mais elegantes. Mas não é, simples assim. Quem sabe no próximo ano? Enquanto isso, esqueça as mirabolantes teorias sobre opiniões tendenciosas e, se quiser, aproveite a leitura e fique vontade para deixar sua opinião sobre os restaurantes que nós visitarmos.

    Quanto s críticas, eu falava da cidade. Aqui há uma série de profissionais que não sabe receber críticas – fato que pode ser percebido ao se ler um jornal ou visitar qualquer site que se proponha a opinar sobre um produto ou serviço. E, como eu disse, profissionais deveriam entender que o que fazem é para o público que consome e aprender a assimilar melhor as manifestações, mesmo (ou especialmente) que negativas desse público.

  • HeleneNo Gravatar

    Continuo não entendendo a discussão…

    Tst tsc tsc…

    Meu voto vai para o “Nathely”!
    :)

  • Paula FonsecaNo Gravatar

    Comentário como o desse senhor só mostram que o blog está incomodando por dizer nada mais do que a verdade. Continuem firmes e fortes no propósito de vocês!

    E voto no Beirute! Se quiserem companhia, vamos adorar! E, sim, somos dignos de ir até lá!!!

    Bjks

  • Stella AlvesNo Gravatar

    Adorei saber que vamos ao Beirute. Estava na torcida!

  • TianeNo Gravatar

    To sentindo que essa discussão tem outros motivos, que não estão aqui explicitados… hehehehe

  • AndréNo Gravatar

    Então vamos ao Beirute. Espero voces lá no sábado noite. Acho até que já vou intermediar sua recepção para que voces não se sintam delocados.
    E Paula, que verdade!? Quem é dono da verdade?
    FIM DO DIÁLOGO.

  • Paula FonsecaNo Gravatar

    Ah, André. Vc estava com medo de que o escolhido fosse o Beirute e daí houvesse alguma crítica por aqui? Entendi…
    E não vou ficar perdendo meu precioso tempo explicando para você o que é verdade, porque você nem deve saber, já que escreveu um monte de mentiras aqui com a intenção de que fossem verdades…
    I’m sorry.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

  

  

  

© Devorando Brasília 2011 | por Stella Alves e Ana Paula Passos